CLUBE IMPRESSO ACERVO COVID
Portuário questiona frasco de vacina sem nome do fabricante em Santos: 'Tem que mostrar'; VÍDEO
Prefeitura informou que doses são do imunizante de Oxford/AstraZeneca, produzidas no Brasil
Por: ATribuna.com.br  -  08/06/21  -  12:58
Atualizado em 08/06/21 - 13:41
Vacina destinada aos trabalhadores portuários são a da Oxford/AstraZeneca   Foto: Reprodução

Um trabalhador do Porto de Santos questionou a identificação da vacina contra a covid-19 aplicada em Santos. O motivo é que, segundo ele, o rótulo do frasco do imunizante não apresentava o nome do fabricante. O flagrante foi registrado em um vídeo que circula nas redes sociais, mas a Prefeitura esclarece que as doses foram as enviadas pelo Ministério da Saúde.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


A vacina destinada aos trabalhadores portuários são as da Oxford/AstraZeneca. Em Santos, trabalhadores avulsos entre 30 e 59 anos, com registro no Órgão Gestor de Mão de Obra (Ogmo) ou vinculados a terminais portuários devem nesta terça-feira (8) ir ao Santos Convention Center, que fica na Praça Almirante Gago Coutinho, 29, na Ponta da Praia.


No vídeo, o profissional de saúde explica que o lote, por ser “diferente”, não conta com o nome Astrazeneca. No frasco, havia apenas a inscrição “vacina covid-19".


Ao ser questionada pelo trabalhador portuário, a equipe se ofereceu para mostrar outros fracos do imunizante. Porém, uma profissional da saúde informou que as embalagens deste tipo estavam esgotadas.


“Tem que brigar pelo direito, sim. Isto está errado, tem que mostrar o nome”, afirmou o estivador.


O trabalhador, então, questionou que tratava-se de uma “vacina genérica”, mas a equipe explicou que não era o caso. E mostrou caixas fechadas do imunizante. Após ser conduzido para fora da área restrita para funcionários, o portuário aceitou tomar a dose.



Prefeitura


Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) esclarece que tanto a caixa quanto o frasco exibidos no vídeo são da vacina Oxford/AstraZeneca, produzida pelo laboratório brasileiro Fiocruz, e encaminhada ao Município pelo Ministério da Saúde e Governo do Estado de São Paulo.


“Nas últimas remessas encaminhadas a Santos, foram enviadas vacinas com a tecnologia Oxford/AstraZeneca de dois fabricantes diferentes: da brasileira Fiocruz e da estrangeira Covax Supply. Em ambos os frascos, há a indicação de vacina covid-19 recombinante, que é a tecnologia desenvolvida pela Oxford/AstraZeneca”, explicou a pasta da Saúde.


Segundo a administração municipal, a diferença é que o frasco e caixa da vacina da Covax Supply apresentam a inscrição “Covid-19 Vaccine AstraZeneca recombinant”. Já a da fabricante Fiocruz – o mesmo do frasco e caixa apresentados no vídeo - vêm com frascos identificados com a inscrição “Vacina Covid-19 (recombinante)”, cujas caixas apresentam o logo do fabricante.


“A Prefeitura ressalta que a veiculação de vídeos e informações equivocadas acerca da covid-19 e dos imunizantes contra a doença contribuem para desinformar e confundir a população. Destacamos que os munícipes devem procurar informações oficiais sobre a pandemia e o esquema vacinal nos canais de comunicação dos governos municipal, estadual e federal, e nos veículos de comunicação”.