CLUBE IMPRESSO ACERVO COVID
Restaurante-escola em Santos prepara cardápio especial para os namorados
Opção preparada para a data mais romântica do ano custará R$ 59,90 por pessoa
Por: ATribuna.com.br  -  10/06/21  -  15:59
Crumble de banana com calda de morango, acompanhado de sorvete de creme   Foto: Prefeitura de Santos/Divulgação

O Estação Bistrô Restaurante-Escola vai comemorar, no sábado (12), das 12h às 15h, a data mais romântica do ano com pratos saborosos e apresentação caprichada. O cardápio especial para o Dia dos Namorados custará R$ 59,90 por pessoa.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


O almoço começa com uma saquerita de morango como drink de boas-vindas, tendo filé de peixe grelhado com crosta de castanhas, salsa de manga e batata hasselback com bacon e queijo como prato principal. De sobremesa, crumble de banana com calda de morango, acompanhado de sorvete de creme.


Para quem preferir, as opções de carnes, massas e saladas também estarão disponíveis, com os preços habituais. O restaurante-escola segue todas as orientações sanitárias de combate ao coronavírus e trabalha com capacidade reduzida, disponibilizando apenas 40 lugares no salão.


Equipamento da Secretaria de Empreendedorismo, Economia Criativa e Turismo (Seectur), o Estação Bistrô é uma parceria com a Universidade Católica de Santos, voltada à preparação de jovens de 18 a 29 anos em situação de risco social, cadastrados nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), vinculados ao Programa de Qualificação Novo Rumo da Seas (Secretaria de Assistência Social).


Durante sete meses de curso, os alunos fazem rodízio semanal nos diferentes setores do restaurante e, ao final de cada etapa, os instrutores avaliam o desempenho individual e coletivo. Os jovens recebem aulas teóricas e práticas ministradas pelos professores do Curso de Gastronomia e Nutrição da universidade, além de inglês instrumental oferecido pela Seduc (Secretaria de Educação). Os alunos têm direito a vale transporte, bolsa-auxílio de um salário mínimo e seguro de vida.


O projeto, ativado há nove anos, já formou 13 turmas, totalizando 321 jovens, 38% dos quais integrados ao mercado de trabalho antes mesmo de concluído o curso.